sábado, 4 de fevereiro de 2012

O Salmo 119

Não se sabe quem escreveu o Salmo 119. Há quem diga que foi Esdras, o escriba contemporâneo de Neemias, que participou ativamente da restauração de Israel após cativeiro babilônico, como também há quem garanta que, em determinada época, era exigido que o garoto judeu, que se apresentava ao Bar Mitzvah, o soubesse de cor. Porém, não podemos ter certeza destas e de outras afirmações semelhantes. Entretanto há fatos impressionantes a respeito desse Salmo:

Primeiro: É o mais extenso acróstico bíblico, com vinte e duas estrofes: Uma para cada consoante do alfabeto hebraico: Álef, Bêt, Guimel, Dálet, He, Vav, Zaim, Hêt, Tét, Iode, Caf, Lámed, Mem, Num, Sâmeq, Áim, Pê, Tsade, Cof, Rêsh, Shim/Sim eTau.

Segundo: Cada uma das estrofes possui exatamente oito versos (perfazendo o total de cento e setenta e seis versos, que todas as nossas versões brasileiras mantiveram em versículos). Cada um desses versos começa, em hebraico, como é próprio dos acrósticos, com a respectiva consoante, e mantem um estilo poético chamado de Paralelismo.

Terceiro: Cada verso tem por tema a Lei do SENHOR. No primeiro verso ela é chamada de Torah, (referência clara ao que chamamos de Pentateuco: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio). Nos demais versos são usadas outras palavras como sinônimos: Edah, Derek, Mitzvah, Choq, Davar, Mishpat e Huqqim, que na Edição Revista e Atualizada de Almeida da Sociedade Bíblica do Brasil, são traduzidas por Lei, Prescrição, Caminho, Mandamento, Preceito, Juízo e Decretos.

Quarto: Ao todo são oito termos. Além dos sete já citados, há imrah, que significa literalmente palavra, mas cujo sentido promessa (como na frase: “deu-me sua palavra”). Desses oito termos, pelo menos seis aparecem em cada uma das vinte e duas estrofes. Porém, em seis delas todos os oito aparecem.

Além destas eu poderia fazer mais outras tantas considerações, que seriam muito técnicas, pois o que quero destacar é que no meio de tanta erudição e trabalho árduo este salmista anônimo nos traz grandes efeitos poéticos e devocionais em apenas um tema: A Palavra de Deus. Repare nesta pequena amostra:

9 De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? / Observando-o segundo a tua palavra.

11 Guardo no coração as tuas palavras, / para não pecar contra ti.

18 Desvenda os meus olhos, / para que eu contemple as maravilhas da tua lei.

63 Companheiro sou de todos os que te temem / e dos que guardam os teus preceitos.

67 Antes de ser afligido, andava errado, / mas agora guardo a tua palavra.

92 Não fosse a tua lei ter sido o meu prazer, / há muito já teria eu perecido na minha angústia.

96 Tenho visto que toda perfeição tem seu limite; / mas o teu mandamento é ilimitado.

105 Lâmpada para os meus pés é a tua palavra / e, luz para os meus caminhos.

113 Aborreço a duplicidade, / porém amo a tua lei.

126 Já é tempo, SENHOR, para intervires, / pois a tua lei está sendo violada.

165 Grande paz têm os que amam a tua lei; / para eles não há tropeço.

Embora muitos não confessem publicamente, o Salmo 119 é considerado um texto chato. Dificilmente alguém o lê de uma vez. E raramente se faz um sermão sobre ele. E quando o sermão se baseia em um versículo, geralmente é usado como pretexto para abonar algo que o pregador já tinha em mente.

Não deveria ser assim. Precisamos ver o Salmo 119 com os olhos de um homem que ama a Palavra de Deus. Que já sofreu afrontas por ela e vive o dilema de cumpri-la cotidianamente a despeito da zombaria de seus pares e de seus superiores. De um homem que naqueles dias, já sofria dores muito semelhante às nossas, mas nem por isso deixou de esmerar em algo tão belo e tão profundo.

9 comentários:

Josivaldo de França Pereira disse...

Muito boa sua explicação sobre o Salmo 119 reverendo Folton. Palavras muitíssimo pertinentes. Seu texto poderia ter sido o prefácio da obra "Salmo 119: O Alfabeto de Ouro" de C. H. Spurgeon, publicado pela Edições Paraketos.O livro é excelente mas carece de um prefácio.

Família Mittelstädt disse...

É verdade, poucas pessoas encaram o Salmo todo de uma vez... fica como desafio!

Família Mittelstädt disse...

É verdade, poucas pessoas encaram o Salmo todo de uma vez... fica como desafio!

wellington luis midoes e silva disse...

O SALMO 119:71: "FOI-ME BOM TER EU PASSADO PELA AFLIÇÃO,PARA QUE APRENDESSE OS TEUS DECRETOS",DEVERIA SERVIR PARA OS QUE ACHAM "CHATO" O SALMO 119,QUE É EXTREMAMENTE FECUNDO,MARAVILHOSO E RENOVA OS QUE VERDADEIRAMENTE ESTÃO EM CRISTO.A PALAVRA DE DEUS É VERDADEIRA SABEDORIA E EM TODA SUA EXTENÇÃO!TODA GLÓRIA SEJA DADA AO NOME DO SENHOR JESUS CRISTO.ALELUIA!

Anônimo disse...

Amém.... Nessa manhã eu tive uma grande experiência com o Senhor através desse versículo. Um ano depois alguém que precisava ouvir as palavras do último comentário as ouviu, e esse alguém sou eu. Deus abençoe aos irmãos e que a cada dia prossigamos em conhece-lO.

Anônimo disse...

Eu tbm ouvi a palavra do Senhor através desse Salmo.... Depois de anos dessa publicação :)

Silmar Costa disse...

preguei esse salmo quase todo claro de forma resumida mais sem sair do salmo foi uma maravilha muitos jovens foram avivados
a linda historia de um servo de Deus que se purificou na sua juventude

Moreno de praia disse...

Lindo lindo lindo seu texto!

Moreno de praia disse...

Bênção demais!